Não me julgue pela minha aparência!

17:08 Victor Collares 1 Comments

O mundo gira, e com isso as coisas mudam e o pensamento das pessoas também. Porém ainda temos que aceitar o fato de que existem pessoas que parecem se incomodar com isso! Fato que eu não me visto como a maioria das pessoas ou seja, não sou convencional. Mas isso não quer dizer que eu não seja normal! No bairro em que eu moro aqui no RJ tem muitas tribos diferentes e cada vaz mais cresce o número de adeptos delas. Mas hoje eu pensei e decidi que vou comentar sobre uma cena deplorável que vi essa semana perto de um shopping na Tijuca e vocês vão entender o porque desse post:


"Nessa última quinta-feria eu estava saindo de um shopping na tijuca-rj quando vi um grupo de modernetes coloridos(particularmente adoro este estilo acho foda!) na porta . Eles estavam conversando e tals, no canto deles tranquilos quando um garoto desses tipo funkeiro metidos a favelado passou e gritou chamando um garoto de "viadinho escroto" disse que "ele estava com a garota para disfarçar que pega viadiho, mas que estava na cara e o mundo já devia saber" e voltou a chamar ele de "viadinho escroto" e foi andando. O que mais me deixou feliz foi que o menino nem ligou para os insultos, manteve a postura e continuou sua conversa com os amigos!

Nessa mesma hora foi me dando uma indiguinação gigante e a pergunta que eu me fiz foi: "Em que vai mudar a vida desse cara o fato do menino ser gay ou não, ou o fato dele mesmo namorando a menina curtir uma estilo mais happy?"

Eu posso te responder com certeza que nada vai mudar , e esse garoto que ele sem motivo chamou de "viadinho escroto" tem mais atitude e é mais original do que ele que fica pagando de fankeiro favelado e xingando os outros!

Nós vivemos em um país onde a liberdade é comemorada e inevejada pelo mundo inteiro. Então vocês vão concordar comigo que em um país como o Brasil, em pleno 2010 essa mentalidade continuar é fail! O bom é que existem pessoas que aceitam as outras como elas são , ou seja, dão valor as pessoas de verdade e graças a deus esse número é grande!

Viva a liberdade!

Um comentário :

  1. Bruna - brunasantos_rp@hotmail.com14 de setembro de 2010 13:08

    Olá Victor.

    Achei interessante seu blog mas fiquei instrigada com a incoerência desse seu post.

    Deixe me explicar o motivo:

    1. Concordo plenamente que ninguém tem direito de julgar ninguém, independente da roupa, corte de cabelo, jeito de se comunicar, gostos, etc. Afinal, o que seria do branco se todos gostassem do preto certo?

    Isso me leva ao ponto 2: Você finaliza o post exaltando a liberdade de expressão e pensamento, mas, em sua crítica ao menino que ofendeu o grupo na porta do shopping, você o chama de "fankeiro favelado", determinando em si mesmo o preconceito contra o gosto musical e o provável lugar onde mora o "agressor" em questão.

    Dito isto, convido você a fazer uma análise sobre o quanto você se parece com a pessoa que tanto criticou já que o estereotipa (assim como ele fez com o menino) e o pormenoriza não pela forma de pensamento e sim por suas características comportamentais mais aparentes.

    Se quiser conversar sobre o assunto, meu email está a disposição.

    Abs.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.