QUANTO CUSTA ESSE AMOR? R$ dois socos reais e uma orelha de centavos!

16:19 Victor Collares 0 Comments

Imaginem a hipótese de um dia você estar abraçado com seu pai ou com seu filho e do nada...acaba sendo espancado por isso! Pois bem, esse digamos acontecimento ocorreu na madrugada do dia 15 deste mês quando pai e filho foram covardemente atacados por um grupo de joves em um evento na cidade de São João da Boa Vista, distante 216 km de São Paulo, ao serem confundidos com um casal homossexual!



 “Estava eu, meu filho, minha namorada e a namorada dele. Elas foram no banheiro e nós ficamos em pé lá. Aí eu peguei e abracei ele. Aí passou um grupo, perguntou se nós éramos gays, eu falei ‘lógico que não, ele é meu filho’. Ainda falaram ‘agora que liberou, vocês têm que dar beijinho’. Houve um empurra-empurra, mas acabou. Eles foram embora, achamos que tinha acabado ali."

"Pouco depois, entretanto, o grupo voltou. Não sei se eu tomei um soco, o que foi, veio de trás, pegou no queixo, eu acho que eu apaguei. Quando eu levantei achei que tinha tomado uma mordida. Eu senti, a minha orelha já estava no chão, um pedaço.” contou o autônomo.

Acho que eu não preciso vir e dizer que esse ato foi errado e que o preconceito não deve existir por que soaria muito clichê, acho que prefiro vir por meio deste, apenas expressar uma decepção, um nojo. Ver tal absurdo acontecendo em pleno 2011 é uma vergonha, ver que as pessoas não tem mais o direito de viver as suas vidas em paz e nem ter as suas próprias escolhas, por que um certo grupo de pessoas acha que é errado, acha que ser diferente faria a nossa sociedade se desvirtuar, poupem-me dessas escrotisse!
Em entrevista o pai agredido chegou a conclusão de que caso eles fosses realmente homossexuais poderiam a uma hora dessas estar mortos.

Vendo isso, só me vem a cabeça a seguinte pergunta:

O QUE VAI MUDAR NA VIDA DESSES AGREÇORES, O FATO DE ALGUÉM SER HOMOSSEXUAL OU NÃO?

Posso responder? NADA MUDARÁ!


Fico com nojo e encerro por aqui este post mesmo sabendo que é um assunto que renderia um post quilométrico! Espero que vocês em casa reflitam sobre e levem pra sempre o seguinte pensamento: "Somos livres para amar, sem importar sexo, língua ou religião, afinal todos somos iguais" #HOMOFOBIANAO

0 comentários :

Tecnologia do Blogger.