Vou contra para vocês hoje uma história:

02:01 Victor Collares 0 Comments


"Era uma vez um menino chamado Lúcio que morava em Ipanema com sua família! Um menino feliz que amava praia e sair a noite com os amigos e que dava valor a tudo o que o rodeava. Desde uma folha no chão, até um grande amor que passava pela sua vida! Sua alegria era tanta que Lúcio era conhecido por ter o carinho de todos e nas ruas era muito cumprimentado! 
  
Cursando o 3º ano do ensino médio, Lúcio não era o maior fã dos estudos mas tinha média suficiente para passar e como todo aluno que volta das férias de meio de ano, ele chegou contando suas aventuras e suas amizades recém feitas em uma viajem de 2 semanas que fez para a Hungria, deixando seus amigos com um misto de invejinha e admiração! 
 
 Logo que completou sua história e  depois de mostrar as fotos que tinha em seu Iphone, Lúcio fez questão de perguntar para Manuella, sua amiga já faziam 12 anos, quem era o menino novo que estava sentado na cadeira atrás dele na sala de aula! Manuella logo lhe respondeu: - Esse é o Diego, ele veio do Colégio X, ele é meu vizinho e super curtiu quando a mãe dele disse que ele viria estudar aqui!- Ouvindo atento, Lúcio questionou: - Então por que você não puxa ele para cá, você como ninguém sabe como é horrível ser aluno novo!
   
 Com cabelos cor de mel, olhos castanhos claros e um estilo normal, Diego era o tipico menino que se você olhasse rápido pensaria estar ao lado de Zac Efron em pessoa! Um menino tranquilo calmo e com ar esportivo, logo ficou amigo de Lúcio, os dois tinham muita coisa em comum tanto no esporte como em gosto músical! Em conversas longas e papos no meio da aula, Lúcio e Diego ficavam a cada dia mais surpresos com o fato de já terem ido a shows, jogos e boates e nunca terem se quer se esbarrado!

 Passaram-se 3 meses e uma grande amizade se formou entre os três, contudo um diferencial era perceptível no semblante de Manuella! Sempre que os encontrava, parecia que um anjo pairava e sua felicidade aumentava! E não estou dizendo isso por que a menina e Lúcio já haviam ficado várias vezes, mas sim pelo fato de seu melhor amigo e seu vizinho se darem tão bem! Ela notava ali que sua felicidade passava de uma alegre amizade, seus olhos se enchiam de água ao vê-los, seu coração dizia: - Que lindo, eles se amam!

 Combinaram de almoçar os três na casa de Diego! Uma casa grande no bairro da Gávea com um jardim cheio de árvores e com uma bela piscina! Almoçaram, jogaram vídeo-game e resolveram sair para abdar de bicicleta pela orla do Leblon. Pararam para tomar um água de coco, - Duas por favor - disse Diego, deu uma para Manuella e pegou dois canudos para dividir uma com Lúcio! Nessa hora o semblante da menina corou e os dois entenderam que a menina já desconfiava e ficaram felizes, mesmo sem contar a verdade, que ela aprovava!

 A pedalada continuou até que os três chegaram a uma banca de jornal, onde a menina decidiu comprar uma revista. Eles subiram nas bicicletas e voltaram pela orla em direção ao fim do Leblon, era só virar e chegar na Gávea! Chegando na porta da casa de Diego, o menino se despediu dando um beijo no lábio de Lúcio e um na bochecha de Manuella! Nessa hora a menina disse que ia pra casa e deixava os dois pombinhos a sós! Ela morava a duas casas de Diego, e dava pra espiar super bem os dois! Os dois se beijaram de um jeito que fez ela ver que aquilo era para sempre!

 Minutos depois chega em uma importado grande e preto o pai de Diego! Os dois o olharam com um sorriso, e ao vê-los juntos e abraçados o pai do menino os respondeu com um aceno, mas não um aceno qualquer. O gesto veio acompanhado de um enorme sorriso, o que os deixou mais felizes ainda! 
- Vou entrar pelos fundos e deixá-los a vontade! - disse o pai!"

Sabe, eu gostaria que muitos pais fossem como o de Diego, e que muitas amigas fossem como Manuella, soube de um fato hoje que me deixou triste, mas que torço muito para que no final as coisas melhorem e que um amigo meu possa ter esses momentos felizes que Lúcio, Diego e Manuella tiveram! Vamos abrir a cabeça gente, estamos quase em 2012, amor é livre, amar é livre!
 

0 comentários :

Tecnologia do Blogger.