Confira o que rolou no 2º dia de desfies da SPFW Outono/Inverno 2012

11:41 Victor Collares 1 Comments

O segundo dia de desfiles da SPFW foi marcado pelo fato de a presença da camurça, sobreposições e das inspirações Patagônicas serem constantes! Hoje foi a vez das marcas Pedro Lourenço, R.Rosner, Alexandre Herchcovith (coleção masculina), Iódice e Triton apresentarem as suas apostas para o Outono/Inverno de 2012. Confira abaixo os desfiles desta sexta-feira:

PEDRO LOURENÇO

Lá fora, Pedro Lourenço ganhou o apelido de “boy wonder from Brazil” – e não foi à toa. Aos 21 anos, ele é dono de uma técnica reverenciada até mesmo pelos editores de moda mais exigentes do mundo. Cortes precisos, escolha inteligente de tecidos e cuidados quase excessivos com os detalhes (atenção para a escolha de zíperes banhados a ouro!) transformaram sua coleção em uma obra de arte. E, como toda obra de arte que se preze, com preço nas alturas. Em seu showroom, uma casinha em uma ruela no bairro de Pinheiros, Lourenço dispensou as apresentações da temporada passada e armou um desfile, mas a exclusividade ainda se manteve: poucos convidados espalhados em filas A e B. Seu pre-fall 2013 parece ser uma continuidade do resort 2012. Os vestidos retos, a calça bicolor (desta vez, com um interessante cós duplo), a brincadeira de sustentação das peças com tule transparente, tudo está lá. Até as maxiestampas. Sai o tropical, entra a gélida Patagônia em imagens realísticas. Nos casacos, degradês suaves e o uso de mohair (pele de cabra tratada).




R.ROSNER

“Sempre gostei mais das mariposas do que das borboletas, elas têm um lado dark”, explicou Rodrigo Rosner, estreante no SPFW. O estilista usou um livro de ilustrações com imagens do inseto para desenvolver uma coleção recheada de looks de festa com ricos bordados. Os traços das asas das mariposas, que foram estudadas por Rodrigo, foram parar em seus esvoaçantes vestidos longos. Transparências e recortes localizados em pontos estratégicos, como nas costas, e aplicações de cristais em tecidos nobres, como chantilly metalizado, camurça de lã, tafetá e charlote tornaram os looks ainda mais femininos. A jaqueta pesada ganhou pequenos botões dourados, que se assemelhavam aos olhos do inseto, e as manchas amarelas no tecido preto pareciam saídas de um leve bater de asas. Nos pés, sapatos pesados cobertos de renda francesa contrastavam com o visual delicado do desfile. Com exceção dos extravagantes capacetes, as peças apresentadas estavam prontas para enfrentar qualquer festa.





ALEXANDRE HECHCOVITCH - COLEÇÃO FEMININA

A cartela de cores do inverno 2012 de Alexandre Herchcovitch anuncia uma temporada de mudanças e evoluções: bege, camelo, oliva, marrom, laranja desbotado, pêssego, mostarda (que aparece em algumas das melhores peças) e ouro. “São tons que nunca usei antes”, conta o estilista, conhecido pela moda meio dark, meio indie. A coleção, madura sem ser careta, fala diretamente com uma mulher elegante e discreta – característica notável do próprio estilista. Apareceram bonitos casacos, com mistura de materiais e tecidos, que podem muito bem ser usados como vestidos. O xadrez, totalmente desconectado do grunge, deu graça aos looks, assim como as estampas digitais. Elas remetem à tapeçaria (foram inspiradas na estampa de um tapete persa encontrado pelo estilista) e contam com um detalhe bem “herchcovitchiano”. “Adicionei caveiras entre os desenhos”, conta. O trabalho com rendas é de encher os olhos – e, quem diria, tem até uma pitada sensual. Feito em várias camadas, os vestidos (aposta de Alexandre para o inverno) não têm forro. Elegante e discreto.





IÓDICE

O inverno 2012 da Iódice foi inspirado no livroRock and Royalty, do estilista Gianni Versace, que traz fotos de estrelas do rock vestindo peças da alta-costura da grife italiana. Na passarela, o que se viu foi uma coleção bem noturna e que esbanjava sensualidade. O metal pautou a temporada. Ouro rosé e bronze estavam em todo lugar: em fios misturados a estampas de cobra, em telas, no tecido metalizado, em aplicações. O vinil molengo também marcou presença. Fabrizio Giannone é quem assina as maxijoias (braceletes de serpentes, colares, brincos de franjas).





TRITON

A geometria deu o tom do inverno 2012 da Triton. Casacos estruturados com ombros redondos surgiram na passarela ao lado de conjuntos de calça e camisa abotoada até o colarinho. “Foram várias as referências, uma delas foram as abóbadas em estilo gótico da catedral de Notre Dame de Paris”, contou a estilista da marca, Karen Fuke. A estamparia apareceu com força, misturando uma gama de tons de chocolate, amarelo e azul com o preto. As padronagens estilo pijama decoraram vestidos e calças com a cintura caída. A segunda parte do desfile veio repleta de bordados, que também criaram formas geométricas interessantes. Canutilhos e missangas preencheram mangas, golas e punhos de peças feitas de lã, crepe, tweed, georgete de seda e organza.






(Texto e Fonte: ELLE Brasil)


Um comentário :

  1. Oie, sou leitor do blog,
    e participei da promoção do DVD da Britney e do CD da Rihanna, não saiu ainda o resultado ne?
    Sabe qdo sai o resultado com os vencedores?
    beijos

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.