Confira tudo o que rolou no 1º dia de desfiles do Fashion Rio Outono/Inverno 2012

11:26 Victor Collares 0 Comments

Começou mais uma edição Outono/Inverno do Fashion Rio e como sempre grandes marcas abriram a maratona de desfiles com o pé direito. Ok não tivemos muitas surpresas, mas vimos ótimas idéias em looks bem interessantes. Nesse primeiro dia as marcas Alexandre Herchcovitch, Acquastudio, Patachu, Alessa e Cantão, mostraram nas passarelas do Píer Mauá muito jenas, muita etnia, e muita renda. Confira abaixo o que cada uma delas apresentou:

1º DIA:

ALEXANDRE HERCHCOVITCH

Nesse ano de 2012 a Herchcovitch, chefiada pelo mestre Alexandre Herchcovitch – embarcou no mood fresh dos artistas nova-iorquinos da década de 1980. Não à toa, as peças do inverno 2012 da grife trouxeram um perfume jovem e um colorido que fez contraponto às cores neutras. O desfile começou com uma série de looks feitos de dark denim. Muitos bolsos estratégicos, botões e costuras inacabadas deixaram os vestidos (que também podem fazer às vezes de casacos) cheios de bossa. O jeans, claro, pontuou a apresentação e também apareceu desbotado com respingos que deram a ideia de manchas feitas quase sem querer. O desfile ainda contou com grafismos inspirados nas obras de Jean-Michel Basquiat.

A clássica matéria-prima também deu as caras em um mix interessante com peças rendadas. O acabamento dado ao denim, nesse caso, fez com que ele tivesse a mesma luminosidade do couro.  As peças que valorizam a silhueta saíram na frente, como saias pouco abaixo dos joelhos e as bermudas ciclistas usadas sob parkas. Ponto para os recortes localizados que criaram vazados geométricos nos vestidos e nas maxicamisas. Punhos e golas receberam detalhes de pele de carneiro fake, enquanto algumas peças ganharam print camuflada. Destaque para os sapatos abotinados e com solados plastificados – supermoderninhos. Os diferentes modelos de bolsas, com a icônica caveira, também entraram na nossa wish list.





ACQUASTUDIO

A nostalgia foi unanime no desfile da Acquastudio. A estilista Esther Bauman inspirou-se na moda dos anos 1940 e 1950 para criar as peças bem ornamentadas do inverno 2012 da grife. Com uma apresentação simples mas clara, com algumas exceções como os shapes, que surgiram limpos e clássicos. Bordados de linha, fitas de cetim, patchworks, recortes, vazados e técnicas de laminação deixaram as peças ultraelaboradas – a ideia foi mesmo reviver o requinte da alta-costura. 

A cintura aparece alta e marcada. A transparência foi outro recurso bastante utilizado e deu vida a camisas e saias. O comprimento veio comportado, pouco abaixo dos joelhos. Na cartela de cores, tons que são puro romance: verde-sorbet, rosa-chiclete e framboesa. Isso sem deixar de lado o metal acobreado que pôde ser visto nas peças que mesclam crepe e foil.




PATACHOU

Inspirada no estilo oriental, a Patachou fez um ótimo desfile neste primeiro dia de Fashion Rio. Com um exército de gueixas modernas na passarela, a grife mineira investiu em quimonos revisitados, com pantalona e túnica da mesma cor e tecido – uma boa versão, aliás, do atual conjuntinho. Maxigolas, texturas e bordados mil (ora feitos com linha de seda, ora com canutilhos) também permearam a apresentação. O shape surgiu assimétrico com volumes localizados e estratégicos, como nas mangas de blusas e vestidos.

Na cartela de cores, os terrosos imperaram, com destaque para a gama de beges dourados e do marrom. Amarelo, berry e vermelho também apareceram, mas com menos ênfase do que os tons metalizados. Completando a vibe à la Oriente, a beleza do desfile (linda, linda!) tinha boca vinho ultraglossy e coques baixos perfeitos.




ALESSA
Leveza é a palavra-chave do inverno 2012 da Alessa. Com shapes descomplicados, fluidos e superconfortáveis, a grife levou um clima étnico e cool para a passarela. Isso significa que, além das silhuetas fáceis de usar, as estampas tinham um mix do navajo com grafismos tribais. Estampas, aliás, não faltam na nova coleção – praticamente todas as peças receberam alguma delas. Entre as cores, destaque para os tons terrosos – eles vêm mesmo com tudo neste inverno –, pontos de azul, verde e vermelho, além do duo black + white, que apareceu em um ótimo look coordenado de camisa e calça. As camisas, vale reforçar, também chamaram atenção no desfile.




CANTÃO

O inverno do Cantão remete a uma silhueta que envolve e abriga o corpo – como um casulo ao avesso, uma metamorfose. Formas arredondadas, como os volumes localizados nos ombros, dão essa ideia de proteção. O desfile começou com uma série de looks off-white e evoluiu para uma outra de tons mais quentes como marrom, caramelo queimado e vermelho. A lã surgiu com destaque, inclusive com ótimos efeitos de patchwork, e deu vida às mais diferentes peças, de macaquinhos a pulls, peça-chave da coleção criada pela estilista Lanza Mazza. Malha mescla, couro e tricô de seda rústica também deram as caras.

Além dos tons terrosos, verde-folha, azul-klein, cinza mescla e preto também entram na cartela de cores. Entre as estampas, flores e folhas miúdas coloriram camisetas e camisas. O xadrez surgiu na série final e deu um interessante toque grunge à apresentação.



(Fonte: ELLE Brasil)

0 comentários :

Tecnologia do Blogger.