Bullying por ser virgem, até quando?

04:28 Victor Collares 3 Comments


O domingo de ontem foi meio atípico, estávamos conversando no frila sobre moda e como esses sneakers nos deixam encima do muro quando nos perguntam se os achamos bonitos ou não. Como sempre do nada alguém faz um comentário e quando vemos estamos falando de um assunto completamente diferente do iniciado. Já deveria ter me acostumado. rsrs Pois bem, desta vez o papo que do nada apareceu foi "Virgindade Masculina" e como isso é um tormento na vida de um garoto hoje em dia. Sabemos que com o passar dos anos, as gerações "amadurecem" mais rápido e se erotizam mais rápido, e com isso a idade média em que um menino tem a primeira relação sexual abaixa, antigamente um menino perdia a virgindade lá pelos 16 ou 17 anos, hoje em dia vemos meninos com 13 anos com uma vida sexual já ativa. Confesso que acho muito assustador isso.

Enfim, estávamos falando de um garoto (não vamos citar o nome pra preserva-lo) que com seus 16 anos de idade está sofrendo bullying no colégio em que estuda por ainda ser virgem, ou seja, por nunca ter tido uma relação sexual. Na escola, ele finge não se importar com as críticas mas sempre que chega em casa chora. Ao ser questionado pelos pais, que sempre conversaram com ele sobre o assunto abertamente, a resposta foi essa: "Eu não me preocupo se sou virgem ou não, o que me chateia é ser pressionado por uma coisa que só diz respeito a mim". Infelizmente todos sabemos que a escola é a fase mais cruel para uma criança e ainda mais para um adolescente, e sabemos também o quanto o "coleguinha" pode ser mau e perverso na hora de humilhar alguém, usando frases do tipo ''você não sabe o que está perdendo, cabaço de merda fica na punheta o dia todo" e apelidos do tipo "Cabaçinho", "Rei do 5 conta 1" e "Liso/nerd". 


Mas não pensem vocês que a culpa da falta de respeito dos "coleguinhas" é totalmente culpa deles, a maior culpa é dos pais, especificamente do pai que começa a pressão desde a infância com o famoso "Homem não chora" e "Isso é coisa de menina" e persiste até a maturidade com o "Já comeu uma mulher" ou "Vai ficar só no beijinho e mão dada mané". Essa imposição paterna faz com que o garoto cresça com essa mentalidade bruta e por se sentir obrigado a perder a virgindade a qualquer custo, acha que os outros garotos DEVEM ser como ele, do contrário os acha idiota e babaca. Mentalidade pequena e errada. 

Não sei mas acho que esses avanços cada vez mais rápidos que a humanidade está dando de alguma forma estão prejudicando, em alguns pontos, a linha de vida do ser humano. Eu lembro que com 10 anos eu gostava de brincar de Hot Weels, e mesmo já pensando naquele amor de criança quando achamos que a menina nos ama só por que nos deu uma bala e um beijo na bochecha, eu tinha na cabeça a minha infância como prioridade. Hoje em dia se com 10 anos você leva seu boneco do homem-aranha pra escola vão te chamar de bebezinho da mamãe. ESTÁ ERRADO DEMAIS, VAMOS CONSERTAR ISSO BRASIL!

Segundo o internauta Matheus Strasser - "Nunca sofri, mas acho que a pessoa não devem ligar pra falatórios, nem para o que as outras pessoas pensam. É sua vida, você segue do jeito que quiser ainda mais sendo algo tão pessoal quanto a primeira vez." Como vocês podem ver ele pensa como muitos garotos que preferem deixar as coisas acontecerem de forma natural e não por pura forçação de barra. - "Você deve fazer com alguém que seja especial pra você, na hora que você achar que deve, e tem que se sentir bem e confiante!" - completou Matheus.

Na nossa sociedade temos o péssimo habito de achar que os caras são fortes e que essa de se preservar e transar quando estiver pronto é coisa de mulher, mas não. Homens passam pelo mesmo problema e tem as mesmas preocupações e inseguranças. O fato é que cada um tem sua mania, cada um tem sua hora e esse é um ponto da vida que ninguém além de VOCÊ pode opinar. 


Você pode transar com 14, 15 ou 16 anos, não importa, contanto que você esteja feliz e se sinta confortável, não se sinta pressionado por papai ou por coleguinha escroto de escola, a vida é sua e dela você faz o que bem entender, não tem mal nenhum em chegar aos 18 ou 20 anos sem ter tido uma relação sexual. Seja e esteja feliz isso é que importa, por que se você e a pessoa com a qual esse momento será dividido estão felizes e em sintonia, a transa será bem mais gostosa e prazerosa! 

See U Later GD's!


3 comentários :

  1. "Gostei muito do post. Me senti como se fosse eu quem o relatasse. Parabéns. Espero que um dia tudo isso mude. Como pode a sociedade querer me fazer sentir envergonhado por ter 20 anos de idade e ainda ser virgem? Apenas não encontrei alguém que merecesse essa prova de amor". - @HenriqueLovato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tu ainda te surpreendes? Se até ser honesto já é motivo de deboche? Mais se serve de consolo, estou na mesma situação e isso no fundo não me incomoda, é uma escolha pessoal e ninguém tem nada a ver com isso.
      Estou só esperando o dia em que aprovarem uma lei que criminalize este tipo de bulling, uau, vou ficar rico de tanto processar!

      Excluir
  2. Isso tudo é culpa desta ditadura ateísta que cada vez mais está se impondo. Carregar um crucifixo no pescoço, dizer que vai à missa ou até mesmo mencionar que se acredita em Deus já é motivo de chacota e piada (experiência própria).
    Hoje a pessoa não é mais medida pelo caráter ou pela sua moral, mas sim pela quantidade de gente que já "levou para cama" e quantidade de bens que possui. Hoje o sexo está banalizado, acreditem, amanhã o crime será comum e terá até quem o defenda, passar a perna, roubar, enganar e aplicar golpes já estão entrando em moda e quem não coadule com isso já é taxado de anormal.
    O liberalismo não é tão bom quanto uma teocracia, nela, a base é a mesma, ou você segue o costume da maioria, ou é excluído da sociedade, simples assim. E é verdade, ser virgem já é quase um crime as crianças já nem infância têm mais, a lei hoje é: vulgaridade e promiscuidade, com muita hipocrisia, eis o Brasil dos dias de hoje.
    Triste fim de Policárpio!!!!!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.