MOVIE-SE: Exposição de animação sem nenhuma animação.

15:56 Victor Collares 0 Comments

Neste ultimo domingo, 3, fui conferir a exposição MOVIE-SE no Centro Cultural Banco do Brasil aqui no Rio de Janeiro. Expo essa que infelizmente só me fez pensar em quão decepcionado eu fiquei, e sim eu tinha uma expectativa enorme em relação a ela e que simplesmente foi por água abaixo.


Fiquei sabendo dessa exposição literalmente em um hora meio doida, era quase meia-noite e eu voltava do show de um grande amigo meu e ao passar pelo CCBB vi um poster enorme na fachada do Museus anunciando a exposição, no poster constavam as personagens Woddy, Buzz e a menina cowgirl que eu nunca lembro o nome, todos da série de filmes da Disney Toy Stor. Pronto, foi uma explosão de felicidade e na hora liguei para todo mundo chamando para conferir, pois bem vamos ao que interessa.

Na tarde de domingo, eu e um amigo fomos conferir a exposição e lá pelas 15:40 da tarde entramos na grande sala onde ela acontecia no primeiro andar do museu, de cara reparei que diferente das outras grandes mostras que ocorreram lá esta não tinha filas e estava meio que vazia. Sim para um domingo é espantoso. Mas enfim, entramos e começamos a conferir tudo o que estava exposto. De cara o espaço inicial é totalmente escuro e as imagens de animações antigas, são projetadas em longos tecidos pretos que são fixados no teto, meio estranho achei, nessa "ala" as "divisórias" que ficam entre essas animações era feitas de fios bem finos que ficavam presos ao teto, e na hora de se passar por eles para ver as outras animações projetadas, era realmente incomodo pelo fato de você ficar preso entre elas, e muitas dessas estavam embaraçadas e não davam a liberdade da passagem que o público precisa para conferir!

Passada essa "ala" (é vamos chamar de alas) demos continuidade ao caminho da exposição que, quase 99% dela de projeções, fez com que entrássemos no setor mais "pertubador" mas ao mesmo tempo intrigante. Essas imagens era projetadas em grandes telas que em cada uma continham 2 sofás de 4 lugares feitos dentro de uma "caixa" enorme de madeira, e todos em cor escura (preto e cinza) assim como toda a exposição. Sentamos em um dos sofás e eu e meu amigo começamos a conversar sobre a exposição e foi unanime a conclusão de que fomos enganados tanto pela descrição da mostra quando pelo seu outdoor de chamada. 

Depois dessa digamos pertubadora "ala", chegamos a parte de animação que realmente chamava a atenção. Continham nesta parte da sala pequenos retratos de grandes desenhos como Mickey, The Simpson, Tom e Jerry, The South Park, The Jetsons...frente a elas um grande telão passava micro curtas de 3 a 5 minutos cada de vários filmes, um deles era Toy Story. Ao lado você podia conferir outras animações mais com um teor mais adulto. Bom foi ai que comecei a pensar em como eu iria escrever esse post. Sabia que eu teria a missão de escrever uma critica não tão feliz, mas não imaginei que fosse ser uma tão negativa. E concluímos a exposição com uma indignação enorme.

De cara eu assegura a todos vocês leitores que nada do que estamos falando aqui é prejudicial pois estou apenas dando minha opinião e falando sobre o que eu vi. Pra começo, uma exposição que tem como poster oficial personagens disney do filme Toy Story e com o intuito de contar a história do cinema de animação deveria pelo menos ter algo que atraísse o público e que o fizesse interagir com as produções ou com os personagens, como temos por exemplo o grande Anima Mundi que todo ano nos abrilhanta com essa grande mostra, por isso de cara já no espantamos com a escuridão e com a falta de informação das "obras", algumas nem conseguíamos ler a descrição das imagens.

Segundo, um mostra de animação que deixa o público completamente perdido e sem nenhum tipo de informação sobre ela, não existe uma pessoa que explique as coisas, nem um folheto (o único folheto presento fica na chapelaria frente a sala onde quase ninguém passa). Os temas das salas também mudam de um a forma confusa. Repito, não há indicação alguma.

(Foto: Site UOL)

Terceiro, acho que em uma exposição de animação DEVE-SE ter animações de todos os tipos e gostos, porém o número de crianças presentes na exposição era muito grande (tenho certeza de que muitos pais foram enganados pelo poster bonitinho). Mas o problema não é esse, mas sim o fato de muitas imagens e videos que são passados não são,ao meu ver, adequados para certas idades, víamos filmes de temática bem pesadas e com muita violência como por exemplo os japoneses, em um deles víamos exercito e aldeias orientas em luta com espadas, e sangue e mutilações. Existiam também locais que eram fechados ao público menor de 18 anos onde passavam animações com conteúdo violento e sexual, mas mesmo tendo um segurança na porta isso não impedia que menores entrassem.

Além de toda a confusão o público presente no CCBB ficava perdido com a divisão da exposição que em seu folheto presente na chapelaria dizia que ela continuava em uma sala presente na biblioteca, chegando lá depois de subir e descer os andares até achar, continha apenas uma mesa com uma régua encima e ao lado uma mesa onde você interagia com a imagem passando o dedo/mão, ou seja, nada interessante e que valha você subir 4 andares acima. 

Infelizmente é uma pena que um exposição que tinha tudo para dar certo e ser um verdadeiro sucesso tenha sido tão infeliz em suas escolhas e mais ainda do CCBB pela escolha do tema. Nós cariocas já perdemos grandes exposições como por exemplo a mostra de trabalhos dos diretores Tim Burton e Quentin Tarantino que na minha opinião deveriam ter vindo para cá e que seriam um verdadeiro sucesso. Bom eu não quero ser o filho da putz que vai dizer pra vocês não conferirem por que ela não é de todo mal e ir a um museu é sempre bom, mas se dentre esses dias em que ela estiver exposta (até o dia 7 de abril) você estiver de bobeira em casa, vá conhecer outros lugares como o Theatro Municipal, o Museu Nacional de Belas Artes ou então o novo que a Cidade Maravilhosa ganhou esses dia na Zona Portuária, o Museu MAR, pois será bem mais interessante! 

Até mais!!!






0 comentários :

Tecnologia do Blogger.