A vida e amor são fáceis, nós é que complicamos tudo

00:43 Victor Collares 0 Comments


Amor desprendido, amor roubado, desgastado, desaparecido, as vezes achamos que tudo acontece por um motivo, que tudo tem uma explicação e sempre idealizamos um culpado ou alguma situação para jogarmos toda a responsabilidade, para que nos sintamos menos medíocres, afinal, quem aceita sair de um relacionamento "por baixo"? Ou então, quem aceita ficar numa de "não fode, nem sai de cima" assumindo que está fazendo papel de trouxa?


Estive esses dias pensando em uma lista de motivos pelo qual nós seres pensantes sofremos por amor, pensei nas hipóteses mais doidas que nem mesmo os autores de Gossip Girl poderiam dissertar em seus textos intermináveis, e cheguei a conclusão de que muitas vezes uma relação termina sem motivo, apenas por que terminou. Cheguei no ponto de compreender que as vezes um "não fode, nem sai de cima" é apenas um sinal de que aquele envolvimento chegou em um estágio monótono e escasso de novas vibrações, o que indica que nada além de um bom sexo e uma boa companhia será conquistado. 

Nem sempre teremos aquele choro de dias de uma fossa, que nos faz escutar Oasis por horas no repeat, ou então ver todas as 10 temporadas de Friends, pra ver se aqueles causos pelos quais os personagens passam nos façam sentir melhores. As vezes estamos com tanta paz interior e maturidade que conseguimos entender quando algo é passageiro e quando algo nem é para ser iniciado de fato. Acredite, 90% das vezes é apenas você ganhando experiência para viver esse enorme e difícil mundo. E não falo difícil no sentido da vida ser perversa, mas sim no fato de que os obstáculos que encontramos nos ajudam a ser mais fortes e compreensivos.

Eu estou escrevendo esse texto na sala do último andar da minha casa e olhando por uma enorme janela a cidade se mover lá fora, olhando para os prédios em volta, imaginando como será a vida de cada familia que habita cada unidade dos andares altos e vastos. Quase me esqueço de comentar que estou comendo um bolo de chocolate com brigadeiro, parece comida de fossa mas nem é. É que estou tranquilo comigo mesmo, em paz com meus sentimentos e isso depois de muitas vezes idealizar romances e prosas, depois de muito achar que tudo na vida precisa de uma motivo, de explicação. Hoje eu entendo isso, hoje eu compreendo que as vezes uma tatuagem, é apenas uma tatuagem que você marcou em você só por que gostou e achou fofinho, e se relacionar é basicamente isso. 

As coisa simplesmente acontecem, é o ciclo natural do ser humano. A vida e amor são fáceis, nós é que complicamos tudo. Que tal parar de sempre querer idealizar as coisas e apenas vivê-las? Quer tentar?

Abraços,

Victor.

0 comentários :

Tecnologia do Blogger.