O problema das supostas Figuras Públicas!

23:36 Victor Collares 0 Comments




2017 iniciou-se como o ano da mudança, menos exibição e mais responsabilidade na hora de preservar sua imagem e vida de forma limpa e clara. Houve um grande rebuliço pelo fato de ser o fim da era regida pelo sol, e o início de uma era regida por saturno, onde as coisas são mais responsáveis e sóbrias. 

Bem, ao meu ver,parece que essa era da preservação e da cautela está chegando de uma forma bem devagar, sei que não é da noite para o dia que o jeito de agir das pessoas muda, mas custa chegar ao meio do ano com algum tipo de mudança claramente visível? Em xeque pûs nosso tão amado Instagram onde vidas maravilhosamente perfeitas e corpos esculturais permitem o ganho de uma fama quase que imediata a pessoas que sequer tem algo para oferecer.

Não é difícil achar na rede social, algum cara que tenha transformado seu perfil de pessoal para um comercial com o intuito de se dizer muito importante e querido, são as famosas "Figuras Públicas". Desculpem os inocentes, mas para mim não existe desespero maior do que se auto-afirmar como alguém que influencie outros sem nem mesmo ter um conteúdo relevante que o torne de fato alguém pelo qual outros se interessem.

Não basta ter um abdômen definido, um peitoral farto e com pelos aparados, um queixo quadrado e másculo, se na realidade não passa de um zé ninguém que não instrui os outros de forma positiva. A verdade seja dita, a sociedade está sendo destruída por um falsa ilusão de favoritismo, onde a perfeição é uma total obrigação para que o indivíduo seja aceito perante o chamado "povo".

Perde a pessoa que vive de elogios e massagens em seu ego, perda a pessoa que se inspira nesse falso perfeccionismo, perde a pessoa que olha e se sente um merda diante de um ser tão perfeito, com uma vida tão próspera e invejável. Acho que o futuro não é de pessoas que careçam de um mínimo de relevância, o que pode fazer com que milhões de pessoas supostamente públicas sofram com frustrações severas que possam resultar em doenças como a depressão por falta de aceitação.



O mundo real é um lugar muito cruel, mais até que aquele vilão de filme de terror que deixa você sem dormir a noite com medo até do vento que passa fora da janela, toda essa possível frustração nada mais é que a vida cobrando toda a sua trajetória falsa diante de um mundo 100% que você escolheu não observar. 

Ser relevante vai muito além de um simples abdômen definido ou da quantidade de garrafas de vodka que aparecem na sua foto com os "parças", relevância é saber que suas boas atitudes e talentos ajudaram no progresso da sociedade como um todo. Seja importante pra alguém, instruindo para que esse ser evolua como pessoa, e lá no futuro também se torne relevante para alguém e por aí vai em um ciclo de amor, paixão e responsabilidade. A vida é muito boa para que se aceita e se torna especial por ser ela mesma, apenas viva!

Abraços, Victor!

0 comentários :

Tecnologia do Blogger.