Não diga ao seu filho que homem não chora!

16:20 Victor Collares 0 Comments



Vivo em um país onde as liberdades são dizimadas como uma trilha de formigas sendo atacadas por um jato de inseticida, vivo em um mundo onde o "eu sou assim" é 100% substituído pelo "eu sou o que os outros acham certo" e por ai vai. Entre sorrisos sinceros e olhares desesperados, me vejo tendo a obrigação de tentar fazer com que as pessoas mudem a forma de pensar para que o errado deixe de ser essa cadeia fétida de humilhação.

Desde que nascemos, nós homens somos obrigados a travar nossos sentimentos, esconder nossos desejos e podar nossas vontades. Somos obrigados a viver em uma possa de mentira para poder satisfazer os egos e caprichos de outros homens que acham que a vida é certa da forma que eles acham, e como eles sentem que deve ser. Crescemos escutando que "isso é coisa de menina", "para com isso, homem não chora", "filho meu joga bola, não fica vendo novela" e vamos todos seguindo esse baile regado a machismo e opressão, como se o falo, fosse a única coisa importante e que desse o tom que a banda deve tocar.



O mundo em que vivemos é totalmente degenerativo, nascemos e desde o primeiro segundo de vida já somos obrigados a usar roupas azuis para meninos e rosa para meninas por que a masculinidade do homem heterossexual é tão frágil, que não o permite ver que rosa e azul são apenas cores, assim como verde é só verde e branco é só branco, e a mãe de certa forma não pode nem ser contestada por que o machismo da situação está tão impregnado, que ela própria já trata essa escolha de cores como algo normal. "Meu filho de moletom rosa? Jamais, meu filho é macho".

Certa vez estava no metrô indo pro Leblon, bairro aqui do Rio de Janeiro, e vi uma das cenas mais escrotas e lindas da minha vida. Uma pai com seu filho voltando da escola, a criança deveria ter mais ou menos uns 9 anos de idade e em suas costas uma mochila rosa da TinkerBell, as maioria das pessoas olhava e achava aquela criança linda e fofa, outros faziam piadas e falavam coisas como "baitola desde pequeno, deve ter aprendido com o pai", teve um outro idiota que falou "esse ai vai brincar com o bumbum no futuro" (buda sabe o quanto eu odeio ler ou escutar essa frase saindo da boca de alguém, poucas coisas me tiram do sério como isso). E em meio a fúria de querer socar a cara do cara e ver se o pai e a criança escutaram, eis que uma senhora indignada com os insultos vira para a criança e pergunta "Muito linda a sua mochila, quem é essa moça na foto?", o pai todo feliz olha pro filho e diz que ele pode responder. Eis que a criança fala "essa fada é a minha amiga do colégio", a senhora pergunta se ele gostava muito dessa amiga e o menino disse que sim e que por isso comprou a mochila. Óbvio que os marmanjos babacas logo colocaram o rabo entre as pernas e voltaram a sua insignificância.

Naquele dia eu vi que um fio de esperança ainda existe dentro dessa sociedade doente e nojenta, ali vimos a atitude de um pai que esta criando seu filho para ser um ser humano correto. Hoje em dia ainda é grande o numero de pais e mães que acham que ser homem é ser rude, machista, grosseiro e sem nenhum tipo de sentimentos, como se ser homem fosse olhar para o umbigo e pensar que quem manda no mundo é apenas o seu próprio pau.


De tempos em tempos esses assuntos voltam a tona e muitos acham que ele destrói "a forma correta do ser humano viver" o que é uma babaquice, por que não existe forma mais correta de um ser humano viver que viver livre. Ser oprimido e podado nunca será melhor do que viver da forma com que você se sente melhor e mais liberto, a vida é muito melhor quando podemos fazer e falar o que e como queremos, eu acredito nisso por que é o mais indicado para que possamos nos tornar uma sociedade melhor.

Precisamos parar de falar o que é de menina e o que é de menino, precisamos parar de achar que um abraço e um beijo é pior que um tapa na cara ou um soco no estomago. Ser homem não é cuspir no chão, coçar o saco e catar mulher na boate, ser homem é ter dignidade e ética, é saber dos seus deveres e de suas responsabilidades, é dar a mão ao seu amigo e falar que vai ficar tudo bem, é ser amigo da sua esposa, é olhar pra vida sem distinção de gênero como se um fosse melhor que o outro, ser homem é saber respeitar o próximo e amá-lo como igual. 


Na próxima vez que você achar que "homem não chora", que "isso é coisa de mulher" ou que "homem de verdade peida e foda-se" lembre-se, o seu umbigo não é melhor que o umbigo do colega, seu umbigo não é a verdade do mundo e que você é um completo idiota. 

P.s: seu umbigo pode estar sujo nesse momento, não seja babaca. 

Abraços,

Victor Colares

0 comentários :

Tecnologia do Blogger.